Não é uma novidade a capacidade que o esporte tem de transformar a vida das pessoas com seus princípios, valores e práticas, especialmente quando o público são crianças e adolescentes. Em geral, a prática esportiva impulsiona a superação de obstáculos, as noções de respeito, de coletividade e mesmo de solidariedade. Especialmente quando falamos de populações de baixa renda, onde o acesso à educação de qualidade é restrito, o trabalho de organizações
que utilizam o esporte para impulsionar habilidades de crianças, adolescentes e jovens é de grande valor. Por isso, o esporte, aliado à educação, é visto hoje como uma poderosa arma na área da proteção social, de resgate de crianças e jovens em situação de risco e de desenvolvimento social.

De uma maneira geral, os projetos apoiados numa metodologia esportiva atuam através de uma proposta integrada, unindo práticas educacionais e de assistência social aos princípios do esporte. Normalmente, o trabalho também vai além do atendimento de crianças, adolescentes e jovens, levando em conta o desenvolvimento familiar, de forma que todos se sintam como participantes da sociedade, cidadãos de fato.

Os resultados são sempre positivos, pois o esporte é uma “ferramenta” eficaz e com grande capacidade de promover a inclusão e a transformação social, ao
proporcionar também o aumento da autoestima e da autonomia. Além disso, é uma prática capaz de romper barreiras impostas pela desigualdade social, unindo indivíduos e comunidades. Ele ainda um espaço e as condições ideais para o aprendizado de habilidades como disciplina, confiança e liderança, e ensina princípios fundamentais, tais como a tolerância, a cooperação e o respeito, além de facilitar a conexão entre as pessoas. O esporte também ensina o valor do esforço e como lidar com a vitória e com a derrota.

Através do esporte, é possível atravessar barreiras, visíveis ou não, que dividem as sociedades, o que o torna um importante aliado numa cultura de paz. Quando aplicados eficazmente, os programas que utilizam metodologia esportiva, promovem a integração social e fomentam
a tolerância, ajudando reduzir a tensão e gerando diálogo, especialmente quando implementados junto ao público
jovem.

Leave a Comment