No mês de outubro, os alunos do Programa Vencer foram convidados a visitar um importante projeto de tecnologia como forma de expandir ainda mais seus horizontes. O projeto em questão é o “Nave do Conhecimento”, uma iniciativa da Prefeitura do Rio em parceria com empresas e instituições privadas. Todos os 100 alunos do Programa visitaram as instalações e participaram de atividades relacionadas à tecnologia que acontecem rotineiramente no projeto.

As Naves do Conhecimento são instalações (localizadas em diferentes bairros das zonas norte e oeste do Rio) que abrangem diferentes ambientes dispostos com equipamentos de alta tecnologia à disposição dos usuários, voltados para atender, especificamente, jovens de comunidades vizinhas. Também oferecem oficinas, workshops e cursos nas áreas de tecnologia da informação, produção gráfica, web design, computação gráfica, produção de vídeo e fotografia, entre outros, além de realizar mostras culturais e de cinema.

A proposta da Nave do Conhecimento é funcionar como um polo de inclusão digital, permitindo acesso à internet, ferramentas de ensino e programas de uso pessoal, criando um núcleo de difusão e criação artística, cultural e social para os moradores locais”, segundo definição do próprio projeto.

A visita dos alunos do Programa Vencer buscava justamente contribuir para o aumento desse contato dos jovens com a tecnologia e os benefícios que ela pode proporcionar.

Eles participaram de visitas guiadas pelas instalações e puderam colocar em prática os conhecimentos adquiridos nas aulas de Informática, cujo conteúdo é voltado para a aplicação no mercado de trabalho. O espaço das Naves do Conhecimento pode ser utilizado por qualquer pessoa que esteja interessada em fazer pesquisas, trabalhos acadêmicos ou ainda como forma de lazer, basta se cadastrar no próprio local. Assim como as aulas de Informática ministradas no Programa Vencer, a proposta da visita era demonstrar aos alunos a importância de ferramentas de tecnologia e ensino que ajudam para formação educacional e para o mercado de trabalho, além de contribuírem para a inclusão digital.

Leave a Comment